O dia da formatura encerra um ciclo importantíssimo na vida dos estudantes. A conclusão do Ensino Médio ou Superior é resultado de um esforço cuja recompensa vem em forma de portas abertas e novas oportunidades.

Mas organizar uma formatura não é tarefa fácil. Para que os formandos possam aproveitar ao máximo tanto a colação de grau quanto o baile, é preciso existir uma equipe colaborativa, formada por integrantes organizados e responsáveis.

Você está terminando os estudos e quer garantir uma festa inesquecível? Então, fique atento aos principais problemas enfrentados por uma comissão de formatura e aprenda a evitá-los!

Empresas de caráter duvidoso

Escolher uma empresa especializada em formaturas é, sem dúvida, o passo mais importante do processo. Infelizmente, há muitos fornecedores desonestos, que oferecem serviços de baixa qualidade a preços abusivos. Portanto, pesquise muito!

Não adianta ter pressa durante essa etapa. Os membros da comissão devem encontrar os representantes das empresas, conhecer todos os itens do contrato, levantar valores e condições de pagamento, para, então, colocar as propostas em discussão. Afinal, as decisões sempre devem ser coletivas.

Tendo esse cuidado, será possível evitar gastos com produtos e serviços desnecessários, que, muitas vezes, ficam implícitos nos pacotes vendidos. Além disso, é interessante analisar o histórico dos organizadores para não entrar em furadas.

Problemas com fornecedores

Dependendo do pacote oferecido pela empresa de formaturas, a comissão também pode precisar de outros fornecedores. Convites, impressões diversas, brindes para os formandos, camisetas personalizadas e outras conveniências podem ser contratadas à parte. E as instruções de segurança valem para todos os segmentos. Fique ligado!

Na hora da compra ou contratação, esclareça todos os aspectos referentes às especificações dos produtos, prazos de entrega e custos adicionais. É interessante manter-se em contato com os fornecedores para minimizar chances de erros e atrasos. Lembre-se: o cronograma em primeiro lugar.

comissão de formatura

 

Impasses nas decisões coletivas

É preciso ter algo em mente: a comissão de formatura reproduz a opinião das turmas envolvidas, mas não tem liberdade para definir aspectos importantes sem consultar os outros alunos. Portanto, além de manter os colegas atualizados sobre as disposições gerais, a equipe deve criar espaço para a discussão.

Nesses casos, podem ocorrer impasses nas decisões do grupo. Quando surgirem questões polêmicas e problemas pontuais, os representantes podem utilizar ferramentas democráticas, como a votação aberta. É preciso explicar as situações e apresentar as soluções mais apropriadas. Afinal, ninguém quer ver a coisa explodir!

Alunos inadimplentes

Ainda que as condições de pagamento sejam em suaves prestações, a comissão deve estar preparada para enfrentar a inadimplência de alguns colegas. Nessas horas, vale a pena reservar uma quantia para eventuais problemas — incluindo pagamentos atrasados e não realizados.

Caso esse valor não seja totalmente gasto até a proximidade da formatura, ele pode ser devolvido ou convertido em algum benefício para os formandos. Seja criativo! Para combater a inadimplência, também é possível definir algum tipo de multa ou penalidade. Dessa forma, os estudantes serão incentivados a tratar a dívida como prioridade.

Além dos imprevistos citados, há inúmeros outros problemas com os quais a comissão de formatura pode se deparar. Não se esqueça: o diálogo deve prevalecer em qualquer ocasião. Com bom-senso e responsabilidade, todas as dificuldades poderão ser superadas. Comemore! A hora de organizar uma formatura de sucesso é agora!

Está em busca de materiais personalizados para o seu evento? Então, siga nossa página no Facebook e no Instagram!