A crise do COVID gerou transformações na economia brasileira. O impacto nas lojas online de alguns segmentos puderam ser percebidos já na primeira semana de quarentena.

Esse cenário já era esperado por alguns especialistas, mas não deixa de ser uma boa notícia, levando em consideração a visão pessimista de alguns economistas e instituições econômicas sobre o desempenho financeiro do país e do mundo em 2020

Nesse artigo, vamos apresentar os segmentos de lojas online que apresentaram crescimento significativo em vendas, entre os dias 15 e 24 de março, ou seja, no início da pandemia no Brasil, com comparação com os primeiros dias do mesmo mês. Os dados foram retirados do levantamento feito pela Konduto.

Assim, se você está pensando em criar uma nova marca online durante a quarentena imposta pela crise do COVID, não pode deixar de conferir esse conteúdo. Aqui, além de encontrar os setores que demonstraram crescimento no período, você vai conhecer as principais mudanças no comportamento do consumidor atualmente. Acompanhe!

Segmentos que demonstraram crescimento de vendas online

Brinquedos

Por conta do isolamento social, as escolas foram fechadas e as aulas presenciais se transformaram em aulas online. Sendo assim, muitos pais que também iriam ficar em casa, decidiram comprar mais brinquedos para os filhos. Dessa forma, eles ficariam entretidos por mais tempo.

Em uma semana, o setor teve um crescimento de 643,05%, com destaque para os dias 21 e 22 de março, respectivamente sábado e domingo. Nessas datas, a população já sabia que as crianças não teriam mais aulas presenciais.

Supermercados

Os supermercados não temiam uma queda no faturamento, justamente por comercializarem itens essenciais para a manutenção da vida humana. Mas, as redes que também trabalham com a venda de produtos online tiveram uma bela surpresa.

O crescimento começou no dia 16 de março e se acentuou no final de semana, chegando a um aumento de 448,09%. Atualmente, ele ainda continua acima da média.

Isso aconteceu pois a maioria dos pedidos costuma chegar no mesmo dia, evitando que as pessoas saiam de casa para comprar itens básicos.

Artigos esportivos

Como as academias e parques precisaram fechar durante a quarentena, pessoas que estavam acostumadas a praticar algum esporte ou fazer exercícios físicos tiveram que procurar alguma forma de continuar essas atividades dentro de casa.

O aumento no setor de artigos esportivos na primeira semana da quarentena foi de 187,90%. Aproveitando essa tendência de consumo, as marcas começaram a intensificar a publicidade em atividades que podem ser feitas dentro de casa.

Os produtos com maior número de vendas são halteres, colchonetes, tapetes de ioga, além de equipamentos para elíptico e bicicletas ergométricas.

Farmácias

O número de vendas das farmácias que também oferecem serviços online começou a crescer desde o dia 10 de março. Isso ocorreu uma semana antes da primeira morte causada pelo coronavírus no Brasil e com o tema sendo bastante abordado nos noticiários.

Durante a primeira semana de quarentena, houve um aumento de 74,70% de vendas online no setor, mas os números continuam acima da média, como os resultados dos supermercados.

Como as outras empresas podem se reinventar nesse período?

A crise do COVID veio de surpresa e prejudicou o andamento de muitas empresas, principalmente aquelas que trabalham direto com o público, como estúdios de tatuagem, salão de beleza e barbearias, por exemplo.

Uma saída para essas empresas continuarem vendendo, mesmo que ainda não possam abrir completamente em vários locais, é vender produtos personalizados.

Pode ser camisetas e moletons estampados com desenhos feitos pelos próprios tatuadores do estúdio, frases motivacionais e sobre autoestima para o salão de beleza ou estampas que remetam ao old school e cerveja artesanal para barbearias.

Percebeu como os produtos personalizados são importantes e relevantes para a sua marca. A T&M Personalizados pode te ajudar a oferecer os melhores itens para os seus clientes. Confira nosso site e saiba mais sobre os nossos serviços. Além disso, nós da T&M também estamos fabricando máscaras personalizadas.

Então, o que você achou dessa lista? Está aumentando o número de compras online durante a quarentena? Deixe sua opinião nos comentários!