Não adianta cuspir no prato que comeu e ignorar os calouros, por que um  dia você já foi um e sabe exatamente quais são os prós e contras da “categoria”.

O LADO BOM DE SER CALOURO

Você que já foi, ou está sendo calouro no momento, sabe como a expectativa em entrar para a universidade causa uma ansiedade sem explicação, não é mesmo!?

Cheios de disposição, os calouros são as pessoas perfeitas para fazer parte dos times da atlética, bateria, torcidas e claro, enturmar nas festas. Eles chegam com toda a animação – há aqueles que nem precisam ser conquistados, eles conquistam por si só a afeição dos veteranos –  porém os mais tímidos precisam de uma atençãozinha especial para se soltarem.

DIFERENÇAS ENTRE CALOUROS E VETERANOS

Como vocês já devem bem saber, na universidade existem calouros e veteranos. Os calouros são os acadêmicos recém chegados, muitos vindos de outras cidades, vivendo a primeira experiência no ensino superior e de morar sozinhos, longe de casa e dos pais. Já os veteranos – esses já estão calejados – o primeiro semestre, ou ano, já acabou, já se adaptaram à rotina, já estão habituados ao funcionamento da universidade, ou seja, já são experientes. Há quem diga também que veterano é só quem está prestes a se formar, mas esses também podem ser chamados de “veteranos mór”.

INTEGRAÇÃO

Sem essa de “calouro burro” ou “calouro nem é gente” por que isso não existe mais. Apesar do rótulo, “calouro” não é um ser de outro planeta, objeto de pesquisa ou experimentação social. Calouro só é um novato que precisa de orientação para se integrar à universidade e todo o universo que ela abrange. Assim como qualquer pessoa quando se depara ao novo, o estranhamento, insegurança e incerteza podem tomar conta, inicialmente, e é aí que entram em ação os veteranos, auxiliando que esses sentimentos negativos diminuam e desapareçam, para que eles deem espaço às novas experiências.

COMO CONQUISTÁ-LOS: ANTES DAS AULAS

“VAMOS INTEGRAR GALERA!” Esse deveria ser o lema de qualquer atlética que quer novos membros e associados. É preciso, sobretudo, de muita alegria e simpatia para chamar a atenção desses novatos. E para ganhar a confiança deles, é preciso mostrar que a AA existe antes mesmo deles entrarem na universidade.

Para isso,

  • Crie grupos no Facebook e Whatsapp para já ir se aproximando e conhecendo eles. Preparem um texto de apresentação, ou vídeo, e peçam que eles se apresentem também, que digam de onde estão vindo, se praticam algum esporte, o que gostam de fazer… enfim, ENTURMEM.
  • Mostre como os eventos da Atlética são divertidos. Se a sua atlética tem uma festa oficial, mostre a eles fotos de eventos passados, conte as histórias icônicas e mostrem como existe uma união não só na atlética, como no curso em si.
  • Divulgue a marca da sua atlética: Mostre os produtos que vão ser vendidos ao longo do semestre, ofereçam os kits e falem da qualidade e valor acessível desses ítens (aqui vocês já podem preparam o campo para conquistar novos associados para AA).
  • Prepare uma recepção para mostrar o campus, bares e demais lugares importantes para os calouros: Lembrem-se que nesses casos a primeira impressão é muito importante e é a que, por muitas vezes, esses novos acadêmicos levaram até o final do curso. Então é muito importante que eles se sintam bem recepcionados e que não fique a sensação de que existe uma hierarquia entre aqueles que já estão na universidade, os veteranos, e eles.
banner moletom personalizado

NO INÍCIO DAS AULAS

  • Como os calouros já tiveram um primeiro contato com os veteranos e a atlética, com certeza a chegada deles vai ser muito mais tranquila. Uma ótima forma de recepcioná-los é montar um ponto de encontro em frente à sala, ou combinar um encontro na cantina ou barzinho da faculdade para enfim todos se conhecerem pessoalmente.
  • Como são novatos, entender a faculdade no início não é tarefa fácil, muitas vezes encontrar uma sala já é quase impossível, imagine todo o resto. Conversem com o departamento do curso se existe a possibilidade de realizarem uma palestra de apresentação ou evento onde todos os calouros estejam reunidos. Caso não seja possível, apelar para o clássico: passar de sala em sala).

REFLITA!

Vale lembrar que na universidade, e em todos os ambientes possíveis da vida social, ninguém é mais do que ninguém e em todas as situações é muito importante se colocar no lugar do outro. Se você teve um veterano que não foi tão legal, não repita a atitude dessa pessoa, seja para o seu calouro aquilo que você gostaria que tivessem sido contigo quando você foi um.